12 Feb 2020

Line-up do DGTL São Paulo 2020 revelado

Conheça todas as atrações que irão comandar as 17 horas de festival no dia 1 de maio, no Pavilhão do Anhembi.

Chegou a hora de conhecer o line-up completo da quarta edição do DGTL São Paulo, que em 2020 acontece no Pavilhão do Anhembi, dia 1 de maio.

Mais uma vez com a intensão de inovar e combinar diferentes estilos e sonoridades, trazemos pela primeira vez ao Brasil e com exclusividade para a América do Sul, o aguardado live P.A do alemão Paul Kalkbrenner - um dos maiores nomes do techno de todos os tempos e, também a estrela do filme Berlin Calling (Hannes Stöhr – 2008), que retrata o cenário club culture de Berlin. A faixa Sky & Sand, feita em parceria com o irmão Fritz, alcançou milhões de pessoas em todo o mundo e contribuiu para que suas apresentações lotassem estádios em diversas cidades da Europa.

Outra atração inédita é a apresentação dos ingleses do Orbital, dupla formada em 1989 pelos irmãos Paul e Phill Hartnoll, considerados pioneiros em performances live para a música de pista. O hit Chime, de 1989 foi considerado um hino durante a época do boom das raves e squat parties na Inglaterra no início dos anos 90’s. Junto com outras bandas, como The Prodigy e Chemical Brothers, foram responsáveis por levar a música eletrônica da Grã Bretanha ao mainstream. 

Outras novidades são as apresentações back-to-back, que acontecem em formato de revezamento entre dois artistas durante o mesmo set. A francesa Jennifer Cardini - mentora do selo Correspondant chega pela primeira vez ao Brasil para se apresentar ao lado do alemão Ame - uma das cabeças por trás da Innervisions. As conterrâneas Steffi e Virgínia, conhecidas por comandarem os longos finais de semana do Panorama Bar (Berlin) também foram escaladas, assim como a junção energética entre a principal expoente do techno na capital alemã, Ellen Allien com o americano Matrixxman, uma das referências do gênero em seu país. Os alemães Ben Klock e Marcel Dettmann, respeitados mundialmente por mostrarem um lado mais obscuro do techno contemporâneo também estarão lado a lado. 

Entre as atrações aguardadas pelo público estão; o alemão Len Faki e o inglês Dax J, que retornam ao festival após apresentações memoráveis na edição de 2018, além da inglesa Rebekah, expoente veterana do techno de Birmingham e, The Black Madonna, representante da house e do techno de Chicago. 

O holandês Gerd Janson e a colombiana Julianna Cuervo também retornam ao país depois de boas recordações no DGTL São Paulo - desta vez para tocarem ao lado de nomes como o também holandês Tom Trago, o inglês Ben UFO e os franceses Agoria e Jeremy Underground, que farão estreia na versão brasileira do evento. 

O time local segue bem representado e será composto por nomes de destaque nos cenários nacional e internacional, como Renato Cohen, Victor Ruiz, Vermelho, Vermelho Wonder (live), Teto Preto (live), Barbara Boeing, Mari Herzer, Martinelli (live), Tessuto, e também por novas revelações, como DJ Malka - produtora e agitadora cultural trans que tem se destacado nas noites de São Paulo e Belo Horizonte. O DGTL São Paulo também dá as boas vindas ao L’homme Statue, projeto do multiartista francês radicado no Brasil, Loïc Koutana, onde atua como cantor e se prepara para lançar o álbum Ser.

Group 2