4 Feb 2020

Quarta edição do DGTL São Paulo confirmada em 2020

Festival eletrônico acontece dia 1 de maio no Pavilhão do Anhembi e receberá atrações inéditas

A quarta edição brasileira do festival que acontece em Amsterdam, Barcelona,Tel- Aviv, Madrid, Bengaluru e Santiago já tem data e local definidos. Será no dia 1o de maio (feriado do Dia do Trabalho), no Pavilhão do Anhembi - em evento que reúne, entre atrações inéditas, vários dos principais nomes do cenário mundial à talentos promissores, durante 17 horas de programação. O line up de A a Z e outras novidades serão anunciadas em breve pela página oficial do evento no Facebook e pelo perfil do DGTL São Paulo no Instagram.

A cada edição, diferentes locações foram escolhidas para abrigar o festival. Para este ano, o Anhembi foi o único que atendeu aos pré-requisitos da organização para comportar o evento. “Tentamos encontrar o local ideal durante três anos e tudo que encontrávamos eram espaços sem estrutura, onde era difícil controlar o calor, os banheiros e o fluxo de multidões. Por isso ouvimos nosso público e decidimos realizar o DGTL São Paulo no Anhembi, onde podemos garantir a melhor experiência para todos”, falou Jasper Goossen, idealizador do festival. 

O Pavilhão do Anhembi conta com 25 mil metros quadrados e capacidade para receber 20 mil pessoas, em um amplo espaço com atmosfera industrial que será dividido em três palcos, ambiente externo, áreas dedicadas as instalações e performances visuais assinadas por diferentes artistas e coletivos, além de ações sustentáveis para redução de danos ao meio ambiente. 

As instalações visuais projetadas por Muti Randolph também fazem parte da experiência do festival. O artista carioca assina projetos para o DGTL desde 2016 nas edições de Amsterdam, Barcelona e também em São Paulo nos anos anteriores. O trabalho de Muti consiste em mapear instalações de LED que interagem com o público de acordo com os efeitos de equalização encontrados na música vinda das apresentações dos próprios DJs e produtores, transformando o ambiente em perfeita sintonia. 

Além da música e da arte, outro pilar do DGTL é a sustentabilidade. O festival está comprometido com a redução de danos ao meio ambiente e em abril de 2020 realizará a primeira edição 100% sustentável, em Amsterdam. Algumas ações praticadas nas edições passadas retornam em 2020, como o incentivo a reutilização do copo de bebida (Copo Eco) - onde o objetivo principal é, além de reduzir o lixo plástico, fazer com que o público possa refletir sobre uma nova perspectiva de reutilizar recursos preciosos e, o Smart Energy Plan - plano que maximiza o consumo de energia da rede elétrica e de outras fontes renováveis. Essas e outras ações já realizadas contribuiram para que o DGTL conquistasse prêmios importantes dentro da categoria de empresas sustentáveis. 

O conceito meat free, que visa conscientizar o público não apenas sobre a importância de evitar a carne em prol dos animais, mas sim com o intuito de reduzir danos ambientais, acontece novamente nesta edição, assim como em outras partes do mundo. Durante as 17 horas de programação, o DGTL oferecerá diversas opções de comidas criativas e bebidas que não contenham ingredientes de origem animal, através de diferentes expositores espalhados na arena do festival. 

Saiba mais informações e confirme presença no evento no Facebook.

Group 2